Domingo, 14 de Julho de 2024 23:01
Anúncio
Dólar comercial R$ 5,43 0%
Euro R$ 5,93 0%
Peso Argentino R$ 0,01 +0.052%
Bitcoin R$ 353.289,94 +6.579%
Bovespa 128.896,98 pontos +0.47%
Brasil Geral

Grávida interrompe sessão da Câmara Municipal de Murici exigindo que vereador reconhecimento de paternidade

12/06/2024 19h48
Por: Eduardo Neres
Reprodução/Redes Sociais
Reprodução/Redes Sociais

Uma cena dramática e inesperada tomou conta da sessão da Câmara Municipal de Murici, Alagoas, quando um vídeo viralizou nas redes sociais mostrando uma mulher grávida confrontando o vereador Abimael Pessoa e exigindo que ele reconhecesse a paternidade de seu filho.

Continua após a publicidade

Interrupção Inesperada:

Entre para os nosso grupo de Whatsapp (CLIQUE AQUI PARA ENTRAR) e receba notícias diariamente.
Entre para o nosso grupo do Telegram (CLIQUE AQUI PARA ENTRAR) e receba notícias diariamente.

Identificada como Paula, a mulher interrompeu abruptamente a sessão ordinária, desafiando o protocolo ao posicionar-se diante da Mesa Diretora e confrontar diretamente o vereador Pessoa. Paula alegou ter sido vítima de violência psicológica e abandono por parte do vereador após a gravidez.

Continua após a publicidade

Pedido de Auxílio e Suspensão da Sessão:

O vereador, visivelmente surpreso com a situação, pediu ajuda ao presidente da Câmara e solicitou a intervenção da polícia diante do ocorrido. Em resposta à tensão crescente, o presidente decidiu suspender temporariamente a sessão, argumentando a necessidade de resolver a questão de maneira adequada e respeitosa.

Continua após a publicidade

A cena provocou intensa comoção entre os presentes e gerou um debate acalorado nas redes sociais, onde o vídeo se tornou viral em questão de horas. O episódio levanta questões sobre responsabilidade paterna, direitos da mulher e o papel dos representantes políticos perante questões pessoais delicadas.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias