Quarta, 12 de Junho de 2024 21:46
Anúncio
Geral Geral

Nova espécie de jiboia é descoberta na Mata Atlântica por pesquisadores brasileiros

11/06/2024 14h26
Por: Eduardo Neres
Nova espécie de jiboia é descoberta na Mata Atlântica por pesquisadores brasileiros

Pesquisadores do Instituto Butantan, do Museu Nacional e da Universidade Estadual do Ceará (UECE) anunciaram a descoberta de uma nova espécie de jiboia nativa da Mata Atlântica, batizada de jiboia-atlântica. Com nome científico Boa atlantica, em homenagem ao bioma onde a cobra habita, a descoberta foi publicada na revista científica Plos One, em abril.

Continua após a publicidade

Embora a espécie já fosse conhecida pela Biologia, ela estava erroneamente classificada como uma jiboia comum (Boa constrictor). A jiboia-atlântica é encontrada em áreas de Mata Atlântica, entre os estados do Rio de Janeiro e Rio Grande do Norte.

Entre para os nosso grupo de Whatsapp (CLIQUE AQUI PARA ENTRAR) e receba notícias diariamente.
Entre para o nosso grupo do Telegram (CLIQUE AQUI PARA ENTRAR) e receba notícias diariamente.

Os cientistas dedicaram cerca de dois anos para realizar as análises que diferenciaram a Boa atlantica de outras jiboias. O estudo envolveu a verificação de diversas características presentes na nova espécie, além da coleta de evidências morfológicas e moleculares, incluindo o DNA da cobra. A pesquisa comparou a Boa atlantica com mais de mil cobras de outras espécies.

Continua após a publicidade

Entre as diferenças notáveis, estão as manchas, o formato e a coloração da jiboia-atlântica, que se distinguem das demais jiboias conhecidas. A pesquisa também revela que a Boa atlantica pode crescer até dois metros de comprimento e, como outras jiboias, não é venenosa, utilizando a constrição para matar suas presas por asfixia.

O nome da nova espécie é também uma homenagem à importância da preservação da Mata Atlântica, ressaltada pelos cientistas no artigo. Esse bioma abriga mais de 2.500 invertebrados e mais de 20 mil espécies de plantas, com muitas outras ainda por serem descobertas ou descritas. A pesquisa sublinha a necessidade urgente de conservar e proteger esse habitat rico e biodiverso.

Continua após a publicidade
Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias